Com a intenção de trazer um auxílio aos professores envolvidos com o 4° e 5° ano, confeccionei esta atividade diagnóstica que terá como objetivo principal analisar, baseando-se nos principais descritores, as capacidades e habilidades dos educandos.

Deixe claro aos alunos que esta atividade não será avaliada de maneira quantitativa. Tomei o cuidado de realizar uma atividade bem tranquila, que pode ser dividida em partes e adaptada se for o caso. Os Downloads estarão no fim do post.

PRINCIPAIS DESCRITORES UTILIZADOS

  • D1 Localizar informações explícitas em um texto.
  • D2 Estabelecer relações entre partes de um texto, identificando repetições ou substituições que contribuem para a continuidade de um texto.
  • D3 Inferir o sentido de uma palavra ou expressão.
  • D4 Inferir uma informação implícita em um texto.
  • D6 Identificar o tema de um texto.
  • D9 Identificar a finalidade de textos de diferentes gêneros.
  • D15 Reconhecer diferentes formas de tratar uma informação na comparação de textos que tratam do mesmo tema, em função das condições em que ele foi produzido e daquelas em que será recebido.

OBJETIVO DA ATIVIDADE

De 1 à 9 com base nos principais descritores a intenção será analisar estas habilidades e capacidades através de perguntas sobre os textos propostos.

A atividade 10 tem o objetivo de introduzir, utilizando um caça-palavras o tema que será proposto na Produção de Texto (Bem como o Texto 1).

A última atividade é uma produção de texto roteirizada. O objetivo do roteiro é auxiliar o aluno. Assim, o professor poderá analisar a coesão do texto, coerência entra parágrafos, entre outros aspectos. Sugiro que o professor não analise a gramática em si, mas sim a capacidade do aluno de estruturar ideias.

DIFERENÇA ENTRE REDAÇÃO E PRODUÇÃO TEXTUAL

O professor precisa estar atento a estes conceitos.

Redação – tem por objetivo analisar de maneira avaliativa,  geralmente com uma nota a ser alcançada, sem que exista um diálogo sobre o texto com o aluno, limitando também o espaço criativo, não valorizando suas experiências. Um exemplo destas são as redações de vestibulares, onde são analisados erros semânticos, gramaticais, etc.

Produção Textual – o aluno possui maior liberdade para escrever, onde é analisada a criatividade, as experiências, normalmente é a última etapa de uma série de leituras e atividades. Não é recomendado que estes, sejam feitos com o propósito de uma avaliação quantitativa.

SUGESTÃO DE LEITURA

Minhas férias, pula uma linha, parágrafo. – Cristiane Gribel

A PRODUÇÃO TEXTUAL NO NÍVEL MÉDIO: Uma Análise das Condições de Produção – Mônica Cruz

Links para download

Avaliação Diagnóstica – 4° e 5°

Tese de Mestrado – Mônica Cruz

Espero ter ajudado!

Melissa Esterque

Anúncios