Olá! A doutora Montessori já dizia “Não faça pela criança o que ela pode fazer sozinha!”

Nunca entendi o sentido daqueles murais estáticos. É sério que as escolas (algumas até públicas) se dispõem de material e tempo para fazer algo tão inútil?
Já imaginaram as oportunidades que estão perdendo? Quero dizer, você passa horas do seu dia fazendo florzinhas e passarinhos, escreve “Bem Vindos!”, faz margens trabalhadas no Glitter… isso será proveitoso?
E o pior, depois, quando realmente precisa-se de um mural para expor algo dos alunos: cola-se na parede. Ah! É claro! A parede sempre parece o lugar ideal.

Professores, vamos otimizar o tempo com nossas crianças! Você não precisa fazer nada por elas. Acredite, elas gostam mais de ver o resultado de algo quando elas participam da construção. Quando muito pequenas, você pode fazer o pré preparo dos enfeites e deixar que o aluno faça o resto.

Vejamos o que a Doutora Maria Montessori fala sobre Autoestima:

Según Maria Montessori, las recompensas externas son disruptivas a la concentración del niño. Los períodos de concentración intensa y sostenida son centrales en la educación Montessori. La repetición de una actividad una y otra vez en los niños de preescolar les permite un alto grado de concentración que es fundamental en su desarrollo. Los materiales diseñados por Maria Montessori marcan el error al niño sin necesidad de ayuda externa, de modo que la realización del error y la sensación de logro son internas. Esto contribuye a la autoestima y el sentido de responsabilidad además de lograr la incorporación más compleja y profunda de conceptos.

Segundo Maria Montessori, recompensas (ou ajudas) externas são perturbadoras para a concentração da criança. Períodos de concentração intensa e sustentada, são fundamentais para a educação Montessori. Repita uma atividade uma ou outra vez na pré-escola, e isso lhe permite um grau de concentração fundamental para o desenvolvimento. Os materiais desenvolvidos por Montessori fazem com que a criança cometa o erro sem ajuda externa, de modo que a realização do erro e o sentimento de realização são internos. Isso contribui para a auto-estima e senso de responsabilidade e de alcanças conceitos de integração mais complexos e profundos.

Uma dica: não jogue fora a oportunidade do seu aluno fazer parte da construção de algo. Principalmente na Educação Infantil quando a autoconfiança está sendo formada. O infante está começando a enfrentar grandes desafios. E isso é só o começo.

Ao contrário do que muitos dizem o elogio não é mais importante do que a recompensa interna. Exatamente porque o elogio depende de fatores externos para ocorrer. A recompensa interna provém de uma tarefa feita com sucesso.

Quando o aluno participa da construção de um simples mural, ele valoriza o que foi feito, sente orgulho de si mesmo e participa da experimentação de possibilidade advindas do meio.

Evite murais estáticos e que só sirvam para enfeite. As crianças precisam interagir com as coisas que as cercam. Exponha suas atividades e caso necessite de um mural para enfeite, opte por construí-lo com a turma. Evite também textos muito longos, principalmente antes da Alfabetização. Colocar um poema ou texto em um mural não faz sentido algum , quando será o professor que terá que ler.

Não limite o seu aluno, a sua fase já passou! Quem precisa aprender a cortar, colar, desenhar e colaborar é ele. O professor só precisa oferecer oportunidades para tal.

Resultado de imagem para murais escola
Não
Resultado de imagem para murais escola
Sim
Resultado de imagem para murais escola
Não
Resultado de imagem para murais escola
Sim
Resultado de imagem para murais escola
Não
Imagem relacionada
Sim
Imagem relacionada
Siiiiiim!!
Resultado de imagem para murais escola
Nãaaaaao!

Espero ter ajudado, e até a próxima, pessoal :*

Fonte bibliográfica: Aqui

Pesquisa de imagens feita no Google Imagens.

Anúncios